Pesquisa aponta que meditação pode ajudar na redução do estresse e melhorar defesas do organismo

MeditaçãoResultados conseguidos através da avaliação de pacientes demonstram que a prática de meditação pode estar relacionada com uma melhora nos sistemas de defesa do organismo e com a redução nos níveis de hormônios relacionados ao estresse. Pacientes relatam melhora física e mental e afirmam ainda que existem mudanças positivas também no campo das relações pessoais.

Essa pesquisa é desenvolvida pelo biólogo César Augustus Fernandes da Silva, que avalia como a meditação prânica, prática milenar, pode influenciar o organismo em questões que vão do sistema de defesas até a redução do stress. Aluno de doutorado do Programa de Ciências Médicas da Faculdade de Medicina (FM), ele estuda o tema desde o mestrado, em 2008.

Segundo ele, “a meditação pode ser uma ferramenta complementar à prática médica, sem custo algum para a comunidade”. Essa ferramenta é estudada pelo campo da Psiconeuroimunologia, área que investiga interações entre mente e corpo.

A relação de Silva com a meditação prânica começou em 2007, através de um convite do professor Carlos Eduardo Tosta da Silva, que é pesquisador do Laboratório de Imunologia Celular da FM e ministrava cursos sobre o tema para amigos e pessoas próximas.

Dessa parceria nasceu uma atividade de extensão, que levou a prática da meditação à comunidade. Inicialmente os cursos eram oferecidos para professores dos níveis fundamental e médio, tanto de escolas públicas como privadas. Hoje, as atividades se estendem aos pais dos alunos. O projeto tem duas turmas, uma é no Hospital Universitário de Brasília (HUB), destinada a doentes crônicos, outra é um curso de meditação para autoconhecimento.

O curso é desenvolvido em parceria com o Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe), responsável pela divulgação do projeto e pela remuneração do professor. Parte dessa verba é usada na compra de materiais, já que, além da extensão, essas atividades são de pesquisa.

Grande parte dos participantes do curso de meditação foram voluntários durante as investigações de César Augustus da Silva. Os resultados da pesquisa desenvolvida por ele durante o mestrado serão publicados em junho, em uma revista científica dos Estados Unidos.

De acordo com o pesquisador, esse reconhecimento é muito importante, pois, a comunidade acadêmica brasileira ainda é resistente em relação ao tema. Por isso, ele diz ser necessário submeter a meditação à investigação científica ajustando a metodologia, para que o resultado seja verossímil e tenha reconhecimento.

Caso você realmente queira se iniciar na meditação é importante que aprenda da maneira correta e tenha um acompanhamento neste processo.

O Treinamento Como Meditar é um curso de meditação totalmente online onde você terá o acompanhamento de um especialista para responder suas dúvidas durante a prática.

Para conhecer este treinamento, acesse o link abaixo e assista o video de apresentação até o fim:

>>> TREINAMENTO COMO MEDITAR <<<

 

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...